Como Focar Nos Estudos – Passo a Passo Simples e Funcional

Tudo parece magicamente mais fácil quando precisamos nos concentrar em qualquer outra atividade que não seja estudar, não é mesmo?

Atualmente, a dificuldade de como focar nos estudos é um dos problemas mais latentes da população dos estudantes em geral. Isso se dá devido a alguns fatores internos e/ou externos, como por exemplo um auto nível de ansiedade e stress, ou falta de um local adequado para se estudar.

Apesar de todos os empecilhos, existem alguns mecanismos e ferramentas que nos ajudam a conseguir aumentar a sua produtividade nos estudos. Vou enumerar e descrever algumas técnicas simples, mas que deram e vêm dando muito certo pra mim até hoje.

1- Preparando o Terreno

Acredito que essa seja a parte mais importante na jornada dos estudos. Antes de botar a mão na massa, é imprescindível deixar tudo preparado. Prepare o seu corpo e a sua mente. Esteja descansado(a) e bem alimentado(a) para que os fatores fisiológicos não interfiram no seu foco.

Depois, certifique-se de que o lugar seja o mais limpo, calmo e propício possível. O principal, antes mesmo de começar a pegar nos livros e/ou cadernos é ter um ambiente decente para os estudos. Caso na sua casa não tenha nenhum lugar adequado para que você consiga estudar, procure alguma biblioteca ou algum centro social como SESC e SESI e que você consiga ter acesso.

Outra coisa muito importante é a posição ergométrica. Estude sempre sentado(a) e não deitado(a), semi deitado(a) ou coisas do tipo. Essas posições trazem uma alta sensação de conforto e relaxamento para o nosso corpo e acabam nos proporcionando uma grande dose de sono e preguiça.

2- Faça um Planejamento Cronometrado

Planejamento cronometrado? What???

Sim, isso mesmo. O planejamento cronometrado consiste em você dividir em tópicos o conteúdo a ser estudado pelo seu tempo disponível, de maneira uniforme – de preferência – para cada assunto a ser estudado. Por Exemplo:

Você precisará estudar sobre anatomia humana e pretende estudar durante 3 horas. Os principais assuntos a serem estudados são: Sistema esquelético, sistema muscular e sistema respiratório. Logo, sugiro que você reserve cerca de uma hora para cada tópico, pegou a ideia?

Isso aumenta a sua probabilidade de executar determinadas provas ou exercícios por completo, pois terá se concentrado em todos os assuntos requeridos, e não apenas focou em algumas partes e fará a prova sob pressão pensando em apenas atingir a média.


3- Fique Longe do Celular e Das Redes Sociais!

O celular hoje em dia tem sido o maior inimigo da concentração nos estudos. Aplicativos de comunicação em tempo real como Whatsapp e Facebook consomem basicamente toda a sua atenção e energia útil e devem ser eliminados no período em que você for estudar. Caso você esteja esperando algum contato, ligação ou mensagem importante, tente alinhar um horário para recebê-los e não fique pegando no celular a cada 5-10 minutos.

Outra coisa que muitos tem dúvidas se ajuda ou atrapalha, é ouvir música durante os estudos. Nesse caso, é algo bem particular. Eu mesma não consigo me concentrar com música ou com qualquer tipo de barulho no ambiente, mas tem gente que a música ajuda a se concentrar melhor. Se você for uma pessoa desse tipo, recomendo que ouça músicas calmas e de preferência que você não saiba a letra, pra não correr o risco de acompanhar a letra e se desconcentrar.

4- ESCREVA!

Faça resumos e escreva as partes que você julgar como essenciais para o seu aprendizado. No momento que estamos escrevendo algo, temos ali um raro momento de foco total sobre o que estamos fazendo, e isso ajuda e muito na memorização dos estudos. Mas veja bem, é aconselhado que você realmente escreva e não digite, seja no celular, tablet ou computador.

Se houver, faça ou tente fazer alguma lista de exercícios após ter estudado pelo menos um pouco. A prática é o complemento e o aperfeiçoamento da teoria.

5- Faça Pequenas Pausas

Chega uma hora que nossa mente começa a ficar saturada e quando nos damos conta, já lemos duas ou três páginas de conteúdo e não estamos mais entendendo absolutamente NADA! É hora então de dar uma pausa. Levante, estique as pernas, beba uma água, dê uma volta e depois retorne. Vale ressaltar que esses intervalos devem ser curtos, em torno de uns 5 minutos, para que você não perca o “fio da meada” e o interesse em estudar não desapareça, afinal sabemos que isso é bem fácil de acontecer.

6- Utilize o tempo na sala de aula de maneira inteligente

Se você frequenta algum tipo de curso presencial, independente do nível, é muito importante que você saiba utilizar de forma estratégica e inteligente o tempo que você passa na sala de aula.

Use as aulas como uma ferramenta de tirar dúvidas! Explore ao máximo os seus professores e os recursos disponíveis na sua instituição de ensino e sane todas as suas dúvidas e dificuldades possíveis. Depois, ao finalizar a aula, revise todo o conteúdo passado e aprendido no dia. Isso será o complemento que irá turbinar o seu entendimento sobre a matéria.

Repare que a maioria esmagadora dos estudantes esquecem o que lhes foi ensinado justamente pelo hábito de não revisar a matéria após a aula. Geralmente as disciplinas lecionadas são intercaladas durante o dia ou a semana e possuem uma distância de tempo muito grande até que tenhamos novamente uma aula daquela disciplina, e nas aulas posteriores, são abordados outros assuntos ou tópicos para que a disciplina siga adiante e cumpra seu cronograma pedagógico, ou seja, tudo aquilo que já foi passado e não foi de fato aprendido, ficará pra trás e todo o seu tempo e esforço terão sido em vão.

7- Crie o hábito e… FAÇA!

Mudanças não acontecem da noite do pro dia, e assim como revisar conteúdos para que possamos fixá-los na nossa mente, precisamos começar a cultivar dentro de nós o hábito de executar aquilo que a gente sabe que trará bons frutos pra nós, e uma rotina de estudos não é diferente.

Nos primeiros dias você terá certa dificuldade e uma espécie de “resistência psicológica” que tentará tornar aquele período de estudos o mais desinteressante possível e isso é normal, pois não estamos acostumados. Mas te garanto que passado esse curto prazo de adaptação do nosso corpo e da nossa mente aos estudos, isso se tornará algo natural e só depois você se dará conta disso. E a partir do momento que já estamos familiarizados com essa rotina de estudos, ter foco e disciplina em outras áreas se torna uma tarefa muito mais fácil.

Espero que você tenha gostado desse breve artigo e que isso de alguma maneira possa te ajudar. Como citei acima, criar hábitos no começo não é fácil, mas é necessário um começo, um primeiro passo. E depois que você entra no ritmo, vai olhar pra trás depois de um ano e verá o quanto isso foi útil e o quanto você evoluiu tanto como um mero aluno como quanto pessoa!

Como Focar Nos Estudos – Passo a Passo Simples e Funcional
5 (100%) 1 vote

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *